Mais de 3 anos se passaram e situação da Captação do Poxim 2 não mudou nada

Escrito por Assessoria de Comunicação/Sindisan Publicado .

insegurança assaltoO que era para ser uma situação emergencial e que duraria apenas alguns meses já se arrasta há mais de três longos e penosos anos para os trabalhadores que desempenham as suas funções na Captação do Poxim 2.

Nessa unidade, companheiros já passaram por situações de terror e violência – seja por tentativas de intimidação por marginais que povoam a Captação, já que esta se encontra em uma área totalmente aberta e em local ermo; seja por tentativas, às vezes consumadas, de furtos e assaltos.

Até quando esses abnegados trabalhadores viverão de promessas das suas chefias, com o velho blá-blá-blá de que trata-se sempre de uma situação temporária, que logo tudo será resolvido? No real mesmo, absolutamente ninguém comparece ao local para resolver, nem que seja para prestar solidariedade, num desprezo absoluto por esses trabalhadores, que, diariamente, tentam cumprir satisfatoriamente a sua jornada de trabalho.

As notícias que chegam são desanimadoras. Nenhuma solução a curto prazo. Enquanto isso, o medo e a insegurança continuam a tomar conta dos trabalhadores, que saem de suas casas sem a certeza de que voltarão para os braços das suas famílias.

Que isto sirva de reflexão para aqueles que podem e devem tomar atitudes concretas para dar cabo dessa lamentável condição em que se encontram os nossos companheiros da Captação do Poxim 2.

 

Funcionamento

Segunda à sexta, das 07:00 às 12:00 e das 14:00 às 17:00.

Contatos

Tel.: (79) 3214-3650

sindisan.se@gmail.com

Endereço

Rua Marechal Deodoro, 1012 - Bairro Getúlio Vargas, Aracaju - SE. CEP: 49055-400