Gestores municipais cobram a DESO no MPE por ações de terceirizadas

Escrito por Ascom/Sindisan/FNU Publicado .

MPEMatéria publicada na semana passada em um jornal de grande circulação no estado, dá conta que alguns gestores municipais, de tanto clamar por informações e não terem resposta por parte dos representantes da DESO, estão entrando com representações contra a Companhia junto ao Ministério Público Estadual para que a Companhia seja cobrada e comece de fato a fiscalizar os serviços prestados pelas empresas contratadas para efetuarem esgotamento sanitário, ampliação e substituição de redes, e o recapeamento asfáltico.

Segundo esses gestores municipais, os serviços são de péssima qualidade, sendo feito a total revelia da contratante, no caso, a própria DESO, trazendo para as populações locais inúmeros transtornos, que estão a cada dia se tornando insuportáveis e deixando muitas pessoas reféns de uma situação que elas não criaram.

A cidade de Lagarto, citada na matéria, é somente uma demonstração do que vem acontecendo em outras cidades do interior do estado, onde, lamentavelmente, tudo leva a entender que há uma espécie de ‘conivência’ para que as coisas continuem sempre do mesmo jeito, pois muitos fecham os olhos para essa situação de descontrole.

Na Capital, percebem-se melhorias, pois não se vê mais com tanta frequência o nome da DESO nos rádios e nas TVs. Esse exemplo deve também ser levado ao interior do nosso estado, pois ninguém deseja uma Companhia fragilizada perante os usuários e consumidores que a cada dia cobra mais eficiência nos serviços prestados pela DESO.

 

Funcionamento

Segunda à sexta, das 07:00 às 12:00 e das 14:00 às 17:00.

Contatos

Tel.: (79) 3214-3650

sindisan.se@gmail.com

Endereço

Rua Marechal Deodoro, 1012 - Bairro Getúlio Vargas, Aracaju - SE. CEP: 49055-400